Como saber se seu rosto é bonito?

Características de um rosto bonito

A beleza física pode ter grandes efeitos na nossa vida. As pessoas mais bonitas geralmente são mais bem consideradas e tratadas. Os estudos dessa área mostraram que as pessoas agem como se acreditassem que “O que é belo é bom”. As pessoas mais bonitas, por exemplo, tem mais chance de arranjar melhores empregos, receber mais indulgências quando transgridem as normas sociais e de se casarem com parceiros acima dos seus próprios níveis socioeconômicos. Mais raramente, a beleza pode ter um efeito prejudicial. Por exemplo, as pessoas muito bonitas têm menos chance de ocuparem certos cargos executivos e mais chances de receberem penas mais severas quando usaram a aparência como ferramenta para a transgressão (por exemplo, quando uma mulher usou a sua beleza para seduzir a vitima ela pode ser punida mais severamente do que uma menos bonita).
A beleza física é determinada pelas características do corpo e do rosto. Curiosamente, a beleza do rosto pode ter tanto ou mais peso na determinação da beleza total do que a do restante do corpo. De fato, não se trata apenas do rosto: as características da cabeça, dos cabelos e do pescoço ajudam a determinar aquilo que chamamos de rosto bonito.
Também existem evidências de que a avaliação da própria beleza pode afetar mais o sucesso de uma pessoa do que a avaliação realizada por outras pessoas. Um dos motivos mais óbvios para isso é que a autoavaliação afeta a autoconfiança, a qual, por sua vez, afetará o desempenho do autor da autoavaliação.
Muitas pessoas acreditam que o conceito de beleza é subjetivo e que ela é mais determinada pelos olhos de quem vê do que por aquilo que é visto. Esse ponto de vista é parcialmente verdadeiro: o conceito de beleza varia um pouco de uma cultura para outra e as experiências individuais são capazes de afetá-lo. No entanto, esse conceito também têm alguns determinantes universais, provavelmente de origem biológica. Por exemplo, existem estudos que verificaram que bebes prestam mais atenção em fotografias de pessoas que foram julgadas mais bonitas por adultos. Também existem ótimas evidências de que vários atributos de beleza säo indicadores de bom funcionamento hormonal (vários dos sinais que distinguem os homens das mulheres, por exemplo) e integridade genética (a simetria corporal, por exemplo)
Importância dos componentes e do conjunto do rosto
Neste artigo vamos examinar a importância de alguns dos fatores que contribuem para a beleza do rosto, que foram descobertos por várias pesquisas, como a harmonia do conjunto dos componentes faciais (“gestalt”: harmonia entre os tamanhos e formatos dos componentes faciais e suas localizações tridimensionais na cabeça), a beleza de cada um dos elementos constituintes do rosto (boca, nariz, olhos, testa, sobrancelhas, queixo, etc.), a simetria entre o lado direito e lado esquerdo do rosto, os sinais de juventude e maturidade sexual e o fato do rosto ter características médias em relação aos rostos da população onde vivem os avaliadores.

Os componentes faciais

Um estudo realizado por Cross e Cross (1971) tabulou a freqüência com que pessoas de 7 a 57 anos citaram componentes faciais como sendo importantes para a beleza facial. A ordem de importância encontrada neste estudo foi a seguinte: Olhos (34%), boca e/ou sorriso (31%), proporções faciais ou configuração geral da face (15%) cabelos (10%), cor da pele (5%) e formato do nariz (5%).
Michael F. Cunningham, professor do Elmshust College,  realizou dois quase-experimentos para investigar a relação entre características faciais de mulheres adultas e a atração, atribuição e respostas altruísticas de homens adultos. Este autor mediu 24 características faciais de uma amostra internacional de fotografias de 50 mulheres. Homens avaliaram a atração de cada uma dessas 50 mulheres. O autor calculou as correlações entre as medidas dessas características e as avaliações das atrações. As características positivamente correlacionadas com os graus de atrações foram as características de neonatos (olhos grandes, nariz pequeno, e queixo pequeno); as características de maturidade (ossos das bochechas proeminentes); e as características expressivas  (sobrancelhas altas, pupilas grandes e sorriso largo). 
O segundo estudo pediu para homens avaliarem características pessoais de 16 mulheres cujas características faciais foram medidas no primeiro estudo acima. Solicitou-se também que os homens indicassem quais com quais dessas mulheres eles estariam inclinados a mostrar comportamentos altruísticos, convidar para um encontro, fazer sexo, e ter filhos. Várias das características faciais eram preditoras dos atributos de personalidades dessas mulheres que lhes eram atribuídos pelos homens e das inclinações altruísticas e interesses reprodutivos por parte desses homens em relação a elas.

A percepção global do rosto

A teoria gestáltica afirma que os efeitos produzidos pelo todo são maiores ou qualitativamente diferentes daqueles produzidos pela soma das partes. Por exemplo, no caso do rosto, uma pessoa, pode ter belos olhos, uma bela boca, um belo nariz, uma bela testa e ainda assim não ser muito bonita ou vice-versa. Para fazer uma idéia de como isso é possível, basta imaginar, por exemplo, que o formato do seu rosto é muito diferente do usual ou que estes componentes faciais não estão simetricamente distribuídos na face.
O contrário, dentro de certos limites também parece ser verdadeiro: a pessoa pode ter uma ótima harmonia dos componentes faciais, mas, mesmo assim, o rosto não será considerado bonito se esses componentes forem muito feios.

       O rosto médio é belo

Há muito tempo é sabido que um rosto médio, em relação ao rosto das pessoas do mesmo sexo da população do local onde vive o indivíduo, é considerado um rosto belo. Recentemente, autores americanos criaram rostos médios a partir de vários outros rostos, e mostraram que estes rostos médios eram considerados mais bonitos do que os rostos verdadeiros que lhes deram origem. Eles verificaram também que estes rostos médios eram considerados os mais belos em outras culturas, dentre a coleção de rostos que lhes deram origem, embora as pessoas de cada cultura que fizeram as avaliações considerassem mais belos os rostos médios das pessoas da própria cultura.
Atualmente esse padrão cultural de beleza está bastante alterado porque as pessoas são expostas à televisão, ao cinema, às revistas e a rostos diferentes daqueles da população onde elas vivem. Estes rostos diferentes são frequentemente associados com poder, riqueza, etc. Assim sendo, tais rostos de outras culturas acabam influenciando os padrões locais de beleza.
B. Malinowiski, o famoso antropólogo polaco, no início do século passado já tinha observado o mesmo fenômeno na Melanésia, onde viveu um bom tempo: o rosto médio local também era considerado o mais bonito. Por exemplo, uma pessoa com a pele muito escura ou muito clara, para os padrões locais, era considerada menos bonita do que uma pessoa com uma cor de pele intermediária.
Faces compostas
A atração de faces compostas de mulheres foi notada há muito tempo atrás. Sir Francis Galton, grande cientista inglês do século passado, criou um método muito interessante para estudar a beleza de faces compostas. Sir Galton fotografou vários homens e mulheres ingleses e revelou parcialmente os negativos das mulheres sobre um mesmo papel e a dos homens sobre outro papel. Desta forma as características mais comuns ficavam mais firmemente registradas nas fotografias ao passo que as características mais raras praticamente não deixavam as suas marcas no papel. Sir Galton verificou que os rostos que possuíam características médias, em relação às características existentes em uma dada população, eram considerados mais bonitos do que os rostos que possuíam características mais extremadas na mesma população. Por exemplo, um nariz bonito é um nariz de tamanho médio, em relação aos tamanhos de narizes que existem em uma dada população. Um nariz muito menor ou muito maior do que este nariz médio era considerado menos bonito. Esta regra sobre a beleza do médio não era absoluta. Um desvio moderado destas médias de tal forma que acentuassem os sinais de gênero acentuava ainda mais a beleza da montagem fotográfica.

O rosto simétrico é belo

Um dos fatores que contribuem para que uma pessoa seja considerada bela é a simetria entre o formato e as dimensões de todos os detalhes do lado direito e do lado esquerdo de seu corpo. Uma pessoa simétrica é aquela cujo lado esquerdo do corpo corresponde em tamanho e forma ao lado direito do corpo. Por exemplo, se fotografarmos um rosto e cortarmos verticalmente a fotografia exatamente no meio e superpusermos as duas metades, elas raramente se ajustarão perfeitamente. Quanto maior a superposição, maior o grau de simetria.
Existem várias evidências de que as pessoas que possuem um alto índice de simetria são consideradas mais belas. Também existem evidências de que elas são mais saudáveis (por exemplo, grande assimetria nas mamas indica distúrbios hormonais).

Quem é jovem é belo

Vários estudos atuais vêm mostrando que os sinais de juventude são considerados belos em quase todas as culturas. Estudos realizados em várias culturas e em várias épocas histórica mostram que os homens preferem se casar com mulheres mais jovens. A teoria psicobiológica afirma que a juventude é principalmente valorizada nas mulheres porque ela é mais importante para a reprodução das mulheres do que para a dos homens. Na nossa história filogenética, os homens que preferiam mulheres mais jovens tiveram um maior sucesso reprodutivo do que os homens que preferiam mulheres mais velhas. Nas condições onde a nossa espécie evoluiu era muito importante ter muitos filhos para que uns poucos sobrevivessem. Nestas condições, a importância da juventude feminina era imensa porque essa mulher teria mais chances de ter mais filhos do que uma mulher mais velha.
A natureza, no entanto, não fazia as pessoas tomarem este tipo de decisão com base em raciocínios conscientes deste tipo. A natureza, tanto no ser humano como provavelmente em todos os animais, conseguia o mesmo efeito no sucesso reprodutivo fazendo com que as pessoas sentissem atraídas por sinais que indicavam uma grande capacidade reprodutiva. Ela por um lado fez que as pessoas mostrassem sinais nítidos de idade e, por outro lado, determinou as preferências do outro sexo por pessoas com sinais de maturidade, mas com pouca idade  para fins de um relacionamento amoroso.
O rosto que tem sinais marcados de gênero é belo
O rosto masculinho difere do rosto feminino em vários aspectos (queixo, cavalete do nariz, tamanho dos olhos, esperssura das sobrancelhas, etc.). Essas diferenças indicam bom funcionamento hormonal. Tendemos a gostar mais, para fins de um relacionamento amoroso, daquelas pessoas que têm sinais acentuados do outro gênero. (Os homossexais, obviamente, gostam mais de sinais do próprio gênero).

A beleza do rosto em diferentes fases da vida

O conceito de beleza varia com a idade daqueles que estão sendo avaliados e com a idade dos avaliadores. Por exemplo, as características de um bebê, de uma pessoa madura e de uma pessoa idosa que são consideradas bonitas não são as mesmas.
Muitos dos fatores que contribuem para que um bebê seja considerado belo não são os mesmos que contribuem para que um jovem ou uma pessoa na terceira idade seja considerado belo. Por isso, existe apenas uma baixa relação entre a beleza de uma criança e a sua beleza na idade adulta.
Ao que tudo indica, a natureza faz com que os bebês nasçam com certas características físicas que as tornam atraentes e despertem o afeto dos adultos, principalmente das mulheres (estas dilatam mais a pupila diante de fotos de bebês do que os homens que ainda não tiveram filhos). Algumas das características que tornam os bebês atraentes são as seguintes: formato do contorno da cabeça, testa grande em relação ao tamanho do rosto, quando comparada com as testas de adultos, ponte do nariz menor, queixo menos proeminente e olhos maiores.
A belaza é importante. O charme, a "presença" e a personalidade são mais importantes ainda
Compartilhe esse artigo com os amigos. Caso você não queira que os seus comentários sejam publicados, escreva para o meu e-mail: ailtonamelio@uol.com.br
Por Ailton Amélio às 11h02

Blog do Ailton Amélio

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos no blog

Mulher (120) Atualidades (88) Notícias (77) mulheres (55) Beleza e Estética (50) Saúde (39) Moda (35) Política (35) Palavra de Mulher (32) Eventos (31) Mulheres no Poder (29) Mulheres em Ação (25) CULINÁRIA (24) Moda Fashion (17) Sentimento (17) Beleza (16) Gastronomia (16) Reuniões (16) RECEITA (14) Dicas (13) PRB Mulher (12) Depoimento (10) Participação de Dona Dora (10) Violência (10) Você viu? (10) Aniversários (9) Violência Contra a Mulher (9) Cuidados (8) Doralice (8) MEA (8) Miss Doralice (7) Moda e Beleza (7) Maquiagem (6) Pratos (6) Dia Internacional da Mulher (5) Receitas / Carnes e pratos principais (5) Relacionamento (5) Amor (4) DOR (4) Futebol (4) Pele (4) Moda // ano novo (3) PRB Mulher PE (3) Terapia do Amor (3) Cabelo (2) Celebridades (2) Chocolate (2) Cosméticos (2) Câncer de Mama (2) Decoração (2) Esmalte (2) Espiritual (2) Gloss (2) Miss Brasil (2) Mundo Feminino (2) OLHAR FEMININO (2) Parto (2) Reveillon (2) girl (2) tendência (2) Alimentação (1) Beyoncé (1) Bixinho de estimação (1) Blush (1) Botox (1) Brasileiras de sucesso (1) Bumbum (1) Cilicone (1) Clínica (1) Conversa de Mãe (1) Dia das Mães (1) Famosas (1) Gestantes (1) Jóias (1) Mais Bonita do Mundo (1) Manequim 46 (1) Micos (1) Milionárias brasileiras (1) Miss (1) Mães (1) Outubro rosa (1) Preconceito (1) Reciclando o guarda-roupa: Customização (1) Rosângela Gomes (1) Seios (1) Sombras (1) TPM (1) Tutorial (1) Twitter (1) Verão (1) Visual (1) bronzeamento (1) look (1) shorts (1)

Descubra seu estilo

 
Mulheres em Ação © 2012 | Designed by Loja Host , Está hospedado na LojaHost , Soluções e Hosting PRO